CIENTISTAS JAPONESES PRETENDEM CURAR CEGUERIA COM CÉLULAS-TRONCO

Ver para crer: pesquisadores criam “Olho biônico” com impressora 3D
11 de setembro de 2018
Mirtilo melhora a visão e mais: Conheça os benefícios da blueberry
25 de março de 2019

Um grupo de pesquisadores da Universidade de Osaka, no Japão, está próximo de testar o uso de células-tronco reprogramadas em seres humanos, para tratar córneas doentes ou danificadas. Os cientistas aguardam a aprovação do Ministério da Saúde japonês para aplicar a técnica em pessoas com cegueira.

A córnea é uma camada transparente do olho que, além de desempenhar uma função protetora, é fundamental para a visão. Devido a sua importância, ela contém células-tronco que são reparadas quando danificadas. O problema é que essas células podem ser destruídas por alguma doença ou traumas no olho, fazendo o paciente perder a visão.

Pensando nesses indivíduos, os cientistas reprogramaram células de um doador para um estado semelhante ao do embrião e que podem se transformar em outro tecido. Estudos em animais mostraram que isso pode salvar ou restaurar a visão.

Atualmente, transplantes de córnea de doadores que morreram são usados para tratar córneas danificadas ou doentes, mas tecidos de boa qualidade são escassos. Agora, a equipe planeja colocar essas células nos olhos de pacientes humanos. Se os testes forem aprovados, os pesquisadores tratarão quatro pessoas, que serão monitoradas para garantir a segurança e a eficácia do tratamento. O primeiro tratamento está previsto para ocorrer antes do final de julho.

Como o estudo foi feito:

– Os pesquisadores reprogramaram células de um doador para um estado semelhante ao do embrião e que podem se transformar em outro tecido, como as células-tronco naturalmente produzidas na córnea.

– Quando aplicadas em camundongos que tinhas cegueira induzida, essas células conseguiram restaurar a visão dos animais.

– No teste futuro em humanos, os cientistas pretendem colocar uma cama de 0.05 milímetros de um lençol de células-tronco programadas nos olhos dos pacientes.

Você cuida dos seus Olhos?

A OMS (Organização Mundial de Saúde) estima que 253 milhões de pessoas sejam deficientes visuais, sendo 36 milhões totalmente cegos. De todas as deficiências visuais (parciais ou totais), 81% poderiam ser prevenidas ou curadas se detectadas e tratadas cedo.

Claro, a frequência das consultas deve respeitar o histórico e estado de saúde de cada paciente. Para quem não tem doença sistêmica como diabetes, nem possui histórico próprio ou familiar de doenças oculares, o ideal é visitar o oftalmologista uma vez ao ano.

mas quem tem 65 amos ou mais precisa ir mais vezes. Cuidado com os olhos se torna mais importante com a idade, não só porque a visão tende a mudar, mas também porque a probabilidade de desenvolver condições ou doenças oftalmológicas aumenta.

No geral, qualquer desconforto nas vistas, como coceira, dificuldade para focalizar imagens, lacrimejamento, manchas na visão, campo visual diminuído, vista cansada ou dores de cabeça são alertas do corpo para buscar o especialista.

Além da consultas periódicas ao oftalmologista, é preciso ainda que a população fique atenta ao tabagismo, sedentarismo e alimentação, que são fatores importantíssimos na prevenção e cuidado com a visão.

Os médicos alertam que a prevenção e o cuidado são as melhores armas para tentar diminuir as estimativas de que, em 2050, o número de cegos chegue a 115 milhões de pessoas.

Fonte: Site UOL.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *